Inspiração em forma de notas e acordes

Que as palavras se libertem!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011




As palavras me fogem nesse dia de hoje,
Como que por medo de que eu as maltrate,
Esqueceram que sem o sentido que eu as ponho
São apenas palavras disformes e atiradas a lugar nenhum

Se a tinta que eu vos escrevo banha ao sangue,
Se o modo que eu vos penso perpassa o lógico,
É porque já em mim a loucura avança,
Em mim a verdade supera o óbvio

O sangue que eu te derramo é santo,
O sentido que eu te coloco é puro,
A rima que eu disponho é livre,
A inspiração já é do Espírito

A arte que em mim operava era resumida,
E hoje se estende ao inestimável,
A arte que antes sofrida,
Hoje é fruto amável

É resultado da união,
Da minha e da Sua forma,
Do meu e do Seu eu, uniformes, juntos, ligados,
Meu dom dele depende, minhas palavras dele fazem parte

Então não fujam palavras!
Não tenham medo, é real!
Acalmem-se neste momento,libertem-se
Hoje a arte é mais que carnal.

1 externalização(ões):

Branca Gil disse...

Nao!
termino de ler com o ser repleto de alegria...
pq isso que os teus textos fazem com Deise!

realmente... LINDO!

Postar um comentário

Externalizações