Inspiração em forma de notas e acordes

O que lágrimas já não mais traduzem

domingo, 29 de agosto de 2010

Muitos pedem pra voltar no tempo,para assim consertar erros tais que transformaram o presente num vazio e o futuro numa icógnita ainda maior do que já é. Seria tão mais fácil, poder retornar aos primeiros erros, ou ao início de cada situação perdida. ( obrigado meu amigo Rabi). Seria tão mais simples se o Senhor do Tempo no Seu infinito poder, em misericórdia por mim, me deixasse voltar no tempo,  para que eu pudesse escolher outros caminhos menos dolorosos. Mas o nosso Deus é tão misericordioso e tão sábio, que não só te permite o " voltar " mas também o poder viver as consequências para saber o que é obediência. Explico, o nosso Deus não te dará presentes assim, pois não existiria o verdadeiro arrependimento, mas ELe te faz viver a dor e te faz  pagar o preço, para que assim voltemos onde erramos e não pequemos mais. Hoje eu vivo, amados, um momento crítico em minha vida, fruto de escolhas mal-pensadas ou escolhas de morte. Preferi a dor ao amor. A desobediência à obediência. Preferi momentos de prazer, do que o gozo Eterno. E quando eu achava que eu realmente estava destinado à morte, o meu Senhor trouxe-me a verdadeira vida e disse-me: " Até então, tu não tinhas vivido a minha Vida, arrependa-te, abre os teus olhos". Então eu puder ver. Ver o que está além, sem me esquecer das cicatrizes que se formaram em minha pele, estas mesmas que ainda que num futuro, parem de doer ou atormentar, sempre ao olhá-las, virá a lembrança real de que aquilo doeu muito e que não hei mais de querer passar por algo igual ou nem parecido. Hoje eu perdi a batalha. Mas apenas para amanhã eu ganhar a guerra. Hoje muitos diriam que eu perdi. Que eu paguei pelo que fiz. E realmente foi isso. Mas muitos não vêem como eu vejo, não vêem que no além mais, existe o renovar de uma alegria que hoje ainda tenta se expor em meu peito e não consegue. Que virá a mim ainda, toda a felicidade de poder galgar da presença de Deus e ainda caminhar no Seu caminho e habitar na Sua casa, todos os dias da minha vida. Esta vida que, longe de ser normal, é tão simples. A minha vida, apesar de todos os erros que eu cometi, e que me fizeram chegar aqui, diante de Deus e reconhecer a minha pequinez, é a mesma vida que me levará alto e mais alto. E ir alto,  é  sempre me prostrar. Eu arrependo-me de todo os meus erros, e declaro não mais fazê-los na força e no entendimento que Deus depositou em mim, pois sem Ele, sou apenas mais um ridículo homem tentando se explicar. Eu sei que não mais voltarei atrás, pois vivi uma longa jornada. Jornada que me fez homem. Jornada que me fez "ser". Jornada que me fez "entender".Jornada que me fez "ver". Jornada que ao olhar pra trás, já não vejo mais o início, já não quero voltar. Quero andar por bons caminhos e combater o bom combate. Quero mais. Quero andar pra frente. Perdoe-me amada, pois sabes a quem eu falo. Hoje aqui estou, para apenas ser mais um apaixonado e louco servo de Deus. Obrigado por ter sido em minha vida.

1 externalização(ões):

Sra. Freitas disse...

Somos o que fazemos. Crescer é escrever sem borracha... essas coisas traduzem a importância dos erros na nossa trajetória.

Abraços!

Postar um comentário

Externalizações